Um projeto bem-sucedido e seguro, depende da escolha correta e qualidade dos materiais empregados nele. A infraestrutura dependerá das características dos componentes e suas funções, como é o caso dos cabos de fibra óptica, que possuem diversos tipos e atendem diferentes necessidades na composição de redes de internet.

Os cabos de cobre já foram muito usados em projetos aqui do Brasil. Porém, os cabos de fibra óptica chegaram ao mercado e apresentaram mais vantagens, por conta da sua alta qualidade em relação às redes tradicionalmente usadas no nosso país. Para saber disso, é preciso entender quais são os tipos de cabos e suas características.

Os cabos de fibra óptica monomodo

Para cabeamento externo em redes que percorrem grandes distâncias, é interessante o uso do cabo de fibra óptica monomodo. Esse cabo carrega a luz laser infravermelha e, normalmente, é usado por empresas de fornecimento de internet que direcionam as redes às casas de seus consumidores.

O seu nome monomodo é por conta de que esse tipo transmite apenas um raio de luz e é composto por apenas um cabo. Isso faz com que haja reflexão de luz interna, tornando possível o trajeto do feixe de luz por toda a extensão do cabo. Normalmente, os cabos ficam em redes subterrâneas ou em cabeamentos de postes.

Os cabos de fibra óptica multimodo

Os cabos de fibra óptica do tipo multimodo possuem mais de um núcleo, a luz infravermelha vem de diodos, os quais conhecemos de forma popular como luz de LED. Esses cabos são os que determinam o tamanho da banda da rede, pois são responsáveis por disparar os feixes de luz para diferentes direções.

Esse processo é chamado de dispersão modal, por esse motivo, os cabos desse tipo são muito usados em redes internas de empresas ou mesmo residências para distribuição de redes de internet. A distância desse alcance costuma ser até aproximadamente dois quilômetros.

A fibra óptica e as suas vantagens

Os modelos de fibra óptica substituem cada vez mais outros tipos de cabeamento por conta da sua leveza, e principalmente, a facilidade em percorrer distâncias e levar sinal de qualidade. Além disso, o sinal é mais estável e suporta mais dispositivos conectados ao mesmo tempo, sem perder qualidade de sinal.

A tecnologia que esse material carrega promove menos gasto de energia e por consequência, não são inflamáveis. Por esse e outros motivos, é tipos certos exigidos por lei para revestimento de redes internas, pois apresentam menos risco aos indivíduos do local.

Esses são os tipos de cabo de fibra óptica, as suas principais diferenças e vantagens em seu uso. Na elaboração do projeto, o engenheiro precisa saber ao certo as características dos materiais e a qualidade que cada um deles pode trazer para o resultado final.

Além disso, é necessário verificar se o fabricante obedece aos parâmetros da Anatel na sua classificação e também na qualidade, a fim de que os produtos sejam confiáveis.

Acesse a nossa aba de produtos. Entre em contato conosco para tirar as suas dúvidas.

Últimas notícias